Verão Azul e Loulé Design Lab numa parceria pela reutilização

O Verão Azul tem vindo a desenvolver um conjunto de iniciativas que promovem e intensificam a relação com a comunidade e tecido artístico locais. Como exemplo, a preparação do ponto de encontro do Verão Azul em Loulé, no Auditório do Solar da Música Nova, contou com a intervenção da designer Verónica Guerreiro e do artista Paulo Tomé, que disponibilizaram e criaram alguns objectos feitos a partir de materiais recicláveis.

Em 2012, Verónica e Paulo criaram o projecto Pidutournée Design e são actualmente residentes no Loulé Design Lab, parceiro desta iniciativa.

Criado em 2017, o Loulé Design Lab está integrado no Loulé Criativo, um projecto da Câmara Municipal de Loulé. Situado no Palácio Gama Lobo, em Loulé, este projeto tem como objectivo apoiar activamente ideias e projectos na área do design aplicado à cultura local, contando com a sinergia de uma rede alargada de parceiros.

Primeiro fim-de-semana divide-se entre Faro e Loulé

Na sexta-feira, 18 de Outubro, o Teatro das Figuras, em Faro, recebe o músico espanhol Niño de Elche, também conhecido como o homem que bombardeou o flamenco, segundo o jornal El Mundo. Às 21h30, será apresentado o seu mais recente projecto Colombiana, um disco que está a mudar a forma de ver a música em Espanha e em particular o flamenco.
Para a apresentação de Colombiana, o Verão Azul conta o apoio do Programa para a Internacionalização da Cultura Espanhola (PICE) / Mobilidade da Acción Cultural Española (AC/E).

© Alvaro Perdices

Mais tarde, por volta das 23h30, o Verão Azul inaugura o ponto de encontro do festival em Faro, no Gimnásio Clube de Faro, com Variações à Guitarra Portuguesa, do talentoso músico algarvio Ricardo J. Martins, um concerto que certamente ficará marcado por muitos improvisos.

Durante o fim-de-semana, outros nomes vão estar em destaque, como é o caso de Cátia Pinheiro, que leva The Walk #2 às ruas de Loulé, nos dias 19 e 20 de Outubro. Trata-se de um percurso-áudio site-specific que se serve da cidade e das pequenas ficções dela extraídas para conduzir os espectadores numa viagem única e pessoal.
Em Loulé, o início do percurso faz-se a partir das 15h00, do Convento do Espírito Santo. As saídas serão individuais, com intervalo de quatro minutos entre cada espectador e os bilhetes podem ser adquiridos no Cine-Teatro Louletano. The Walk #2 foi desenvolvido no âmbito de uma residência realizada pela artista no Algarve. Nos dias 1 e 2 de Novembro, é apresentado em Lagos, a partir da Messe Militar de Lagos.

No sábado, dia 19 de Outubro, Raquel André apresenta Colecção de Artistas, às 21h30, no Cine-Teatro Louletano. Para este novo espetáculo, estreado em Setembro, no Teatro Nacional D. Maria II, a artista criou uma colecção que se ocupa de cada artista, das suas práticas e ferramentas de trabalho, bem como dos seus pensamentos e biografias. Este trabalho integra a tetralogia intitulada Colecção de Pessoas.

© Afonso Sousa

Às 23h30, no ponto de encontro do festival em Loulé, no Auditório do Solar da Música Nova, será possível assistir ao concerto da rapper portuguesa Russa. Como todas as actividades programáticos que se realizam nos ponto de encontro do Verão Azul, este evento é de entrada livre.

Em Faro, o colectivo chileno MilM2 (mil metros quadrados) vai percorrer as ruas da cidade (19 e 20 de Outubro) com o Proyecto Pregunta, um dispositivo que pretende incentivar a participação cívica, promover o debate no espaço público sobre questões sociais e que contará com a colaboração de um grupo de voluntários da comunidade local. O projecto será também apresentado em Quarteira, nos dias 26 e 27 de Outubro.

Peça de teatro sobre um dos maiores desastres ambientais do Brasil e exposição de fotografia abrem Verão Azul

A 9ª edição do Verão Azul – Festival Internacional de Artes realiza-se entre 17 de Outubro e 2 de Novembro, nas cidades de Loulé, Faro e Lagos. A Associação 289, em Faro, recebe na quinta-feira, 17, às 18h30, a inauguração de Expats, de André Príncipe, que regressa ao Verão Azul, desta vez num formato de exposição individual. O artista nasceu no Porto em 1976 e expõe regularmente o seu trabalho em Portugal e no estrangeiro. Em 2018, contou com duas exposições individuais – Elefante, no MAAT, em Lisboa, e Non-fiction, no Centro Cultural Vila Flor, em Guimarães. Trabalha como fotógrafo e cineasta; é fundador e co-editor da editora de livros Pierre von Kleist. A exposição fica patente até 22 de Dezembro e será de entrada gratuita.

© André Príncipe

Também na quinta-feira, em Loulé, o Verão Azul apresenta pela primeira vez em Portugal Mining Stories, da dupla belga Silke Huysmans e Hannes Dereere, às 21h30, no Cine-Teatro Louletano. Esta peça de teatro documental fala sobre aquele que chegou a ser considerado o maior desastre socioambiental do Brasil. No dia 5 de Novembro de 2015, uma barragem no município brasileiro de Mariana rebentou, provocando uma inundação de lama que devastou várias aldeias.

Silke Huysmans cresceu em Minas Gerais e vinte anos depois regressou ao Brasil com Hannes Dereere para a construção desta viagem intrigante, que visita memória, política, religião e a forma de contar estórias. O bilhete para o espectáculo custa 5 euros e pode ser adquirido online ou nas bilheteiras do Cine-Teatro Louletano.

© Tom Callemin

Nos camarins do Cine-Teatro Louletano, entre as 18h00 e às 20h30, será possível assistir à estreia absoluta de In Between, da artista polaca Paulina Szcesna. Trata-se de uma performance de 20 minutos entre a artista e um espectador, um encontro de costas com costas e onde não vale olhar para trás. In Between é apresentada nos dias 17, 19 e 25 de Outubro, no Cine-Teatro Louletano e em Faro, no Teatro das Figuras, dias 18, 24 e 26, entre as 18h00 e às 20h30. Com entrada gratuita, os interessados em participar devem inscrever-se previamente, enviando um email para info@festivalveraoazul.com.

O primeiro dia do festival encerra com a inauguração do ponto de encontro do Verão Azul em Loulé, onde será apresentado Uma Viagem à Construção de Universos, de 2Mikkers – Imaginário e Lágrima, projecto de spoken word de João Caiano e Martim Santos. O concerto realiza-se às 23h30, com entrada gratuita, no Auditório do Solar da Música Nova, situado no Conservatório de Música de Loulé – Francisco Rosado.

À boleia pela estrada fora

O Verão Azul criou um grupo de boleias para facilitar que os espectadores do festival – que se realiza de 17 de Outubro a 2 de Novembro, em Loulé, Faro e Lagos – possam partilhar carros, nas deslocações entre cidades, para assistirem aos espectáculos.

Nas duas primeiras semanas, os espectáculos vão decorrer, alguns de forma alternada, entre Faro e Loulé. Na terceira e última semana, a programação vai realizar-se exclusivamente em Lagos.

Numa altura em que é urgente pensar em formas alternativas de mobilidade, queremos aproveitar esta oportunidade para incentivar e promover a partilha de carros durante o festival, que se faz pela estrada fora. Partilhem, desloquem-se e bons espetáculos!

Arranque da 9ª Edição do Festival Verão Azul

O VERÃO AZUL chega à sua 9ª edição e entre 17 de Outubro e 2 de Novembro vai deambular entre Loulé, Faro, Quarteira e Lagos, com uma extensa programação de teatro, dança, música, performance, artes visuais e cinema.

Artistas nacionais e internacionais convidam o público a pensar o conceito do Antropoceno: Alessandro Sciarroni dança as migrações animais; Silke Huysmans e Hannes Dereere documentam um desastre ambiental no Brasil; Gustavo Ciríaco constrói em cena paisagens memorizadas e imaginadas; Niño de Elche, o enfant-terrible do Flamenco, apresenta um concerto sobre os vários “tráficos” entre Colômbia e Espanha; Cátia Pinheiro convida a um percurso sonoro individual em Loulé e Lagos; o colectivo Mil Metros 2 colecciona e expõe perguntas dos habitantes pelas ruas de Faro e Quarteira.

© Cláudia Lancaster & Gonçalo Duarte

Propomos ainda vários momentos imersivos, como a performance-instalação de André Uerba, o concerto-instalação de Gabriel Ferrandini, André Cepeda e Maria Reis, as experiências íntimas de Raquel André com pessoas que tem vindo a coleccionar e o espectáculo-viagem de Tó Trips e Tiago Gomes inspirado em Jack Kerouac.
E também momentos de partilha nos dois pontos de encontro do Verão Azul em Loulé e Faro, onde teremos concertos de músicos algarvios e nacionais, num ambiente de festividade e de encontros entre público e artistas.

Celebramos o início do Festival com uma exposição de André Príncipe em Faro na Associação 289 e o seu final com uma festa no LAC – Laboratório de Actividades Criativas, casa de amigos de longa data.

Sem parar, seguimos PELA ESTRADA FORA!

Próxima Edição – Verão Azul 2019

A 9ª edição do Festival Verão Azul realiza-se em Outubro de 2019, na região do Algarve, entre Lagos, Faro e Loulé. Com um novo ciclo bienal, prossegue a missão de discutir temas contemporâneos através do que de mais experimental se faz na produção artística nacional e internacional, em distintas disciplinas artísticas.

Na próxima edição vamos abrir a discussão sobre o conceito do Antropoceno – conceito popularizado por Paul Crutzen, Prémio Nobel da Química em 1995 – época que se caracteriza pelo impacto das acções do Homem no seu habitat. A região do Algarve é – tal como outras regiões pelo mundo – assolada por esta acção humana, tornando visível os efeitos do Antropoceno a nível ecológico, social e económico. Por isso, em 2019 co-produzimos pela primeira vez obras de artistas nacionais que se focam sobre este tema e que integram a próxima edição.

Por outro lado, temos consciência que como região periférica, muitas destas problemáticas discutidas localmente são invisibilizadas. É nossa intenção contrariar a ideia de que somente nos grandes centros urbanos se criam as grandes ideias e, como tal, também dar visibilidade a artistas locais, às ideias e problemáticas da região, propondo atividades para além da programação nos teatros nossos parceiros.

A próxima edição apresenta obras que pretendem questionar a relação da arte e sociedade mas também permitir que os espectadores, artistas e ativistas locais possam ter uma voz e entrar em diálogo com todas as propostas artísticas nacionais e internacionais.

Catarina Saraiva
Curadora do Festival Verão Azul 2019

Verão Azul na Imprensa – CLIPPING

SUL INFORMAÇÃO – 30 Outubro 2018
Gustavo Ciríaco fala sobre residência artística na última “Conversa Aberta” do Verão Azul

SUL INFORMAÇÃO – 24 Outubro 2018
A pensar as periferias, se prepara um “Verão Azul” especial

MAIS ALGARVE – 19 Outubro 2018
Laboratório Shock Lab traz performances a Loulé com artistas Nacionais e Internacionais

SUL INFORMAÇÃO – 18 Outubro 2018
Cátia Pinheiro apresenta percursos sonoros em Loulé e Lagos

MAIS ALGARVE – 17 Outubro
Conversa aberta com Cátia Pinheiro sobre Recursos Sonoros em Loulé

ALGARVE PRIMEIRO – 17 Outubro 2018
Cátia Pinheiro apresenta projeto The Walk #2, adaptado a Loulé

RADIO RUA FM – 10 Outubro 2018
Entrevista a Catarina Saraiva

SUL INFORMAÇÃO – 9 Outubro 2018
Faro e Loulé acolhem eventos com marca “Verão Azul” em Outubro

SUL INFORMAÇÃO – 8 Outubro 2018
Cine-Teatro Louletano acolhe três residências artísticas em Outubro

RADIO UTOPIA – 31 Outubro 2018
Entrevista a Gustavo Ciríaco

RADIO UTOPIA – 2 Novembro 2018
Entrevista a Catarina Saraiva

Raquel André coleccionou artistas em Faro

A residência artística liderada pela artista portuguesa Raquel André abriu o novo ciclo do festival Verão Azul, que passa, a partir deste ano, a ser um evento bienal e cuja próxima edição acontecerá em Outubro de 2019 em Loulé, Lagos e Faro.
Raquel André desafiou dois artistas algarvios a participar na sua criação final. A sua residência decorreu de 13 a 19 de Maio de 2018, no Teatro das Figuras, em Faro.
As quatro residências e um laboratório que se realizam este ano alimentam a programação da próxima edição do festival.

© Teatro das Figuras

A pretexto desta residência, teve lugar no dia 17 de Maio, uma conversa aberta à participação da comunidade local, a quem a artista falou do seu processo criativo e das “colecções” que está a fazer. Foi um momento muito próximo e descontraído que fez entrar toda a assistência na “efemeridade” do universo da criadora.

Mais info aqui.