© DK Izgorevanje

ANDRÉ UERBA – Burn Time

Teatro das Figuras, Faro / Qui 24 OUT 21h30

PERFORMANCE-INSTALAÇÃO / 60' / M6 / 5€ - COMPRAR / Bilhete único 2 espectáculos: Burn Time de André Uerba + Storm Atlas de Dewey Dell

Burn Time é uma performance e uma instalação efémera onde a coreografia se desdobra a partir do gesto de queimar fios. Nas fronteiras da escultura e da arquitectura, e pensada enquanto peça site-specific, esta criação é uma viagem através da paisagem meditativa, uma paisagem desacelarada.

O espaço é escuro e definido por uma instalação de fios de algodão pendentes. Gradualmente – um após o outro e por vezes vários ao mesmo tempo – os fios serão acesos, criando um espaço em câmara lenta de mudança e desvanecimento. Tudo é reduzido a um ritmo silencioso e profundo.

Num momento em que acontecem guerras existenciais entre o estar no presente e projecções futuras, Burn Time é uma espécie de obrigação de reconhecimento do momento e de satisfação através do aqui e do agora.

PROJECTO PARTICIPATIVO
Performance realizada com um grupo de pessoas da comunidade local - com ou sem experiência performática - seleccionadas após a realização de um Workshop / Audição.

INSCRIÇÕES / INFO 
info@festivalveraoazul.com / +351 963 579 289 / Formulário inscrição

Conceito e Direção Artística: André Uerba
Apoio Dramatúrgico: Thomas Schaupp
Assistência Artística: Tiago Gandra
Performers: participantes locais
Desenho de Luz: André Uerba, Gretchen Blegen
Esculturas: André Uerba
Produção Executiva: Short Hope
Co-Produção: Walk&Talk Açores, Plesni Teater Ljubljana (Eslóvenia)
Apoio: Senate Department for Culture and Europe (Berlin)
Apoio à Residência: O Espaço do Tempo (PT), PACT Zollverein (DE), Tanzfabrik (DE)
Agradecimentos: Alessandro Bortolazzo, Alejandro Karasik, Andrea Sozzi, Anna Posch, Ausland (Berlin), Bárbara Torres, Catarina Saraiva, Cathy Walsh, Chris Leuenberger, Clément Layes, Emily Jeffries, Jasna Layes Vinovrski, Juan Felipe Amaya, Jenny Beyer, Julia Rodriguez, Ligia Soares, Maddy White, Matthew Rogers, Marc P. Gabriel, Mauricia B. Neves, Olivia McGregor, Pia Krämer, Reza Mirabi, Rui Horta, Tiago Barbosa, Tiago Gandra, Vasco Mosa


André Uerba, performer e coreógrafo nascido em 1983 em Lisboa, desenvolve trabalhos colaborativos e a solo na intersecção de Dança / Performance e Artes Visuais. Frequentou o Mestrado em Artes, Solo / Dance / Autorship na Universität der Künste Berlin (2013-15).
Desde 2007 que Uerba trabalha como colaborador artístico e performer com a dupla Ana Borralho & João Galante, tendo também trabalhado com Alexandra Pirici, Antonija Livingstone, Carlota Lagido, Clément Layes, Christian Falsnaes, Felix Ruckert, Sandra Man / Moritz Majce, Naufus Ramírez-Figueroa, Willi Dorner e mais recentemente, como performer na peça This is so Contemporary de Tino Sehgal, apresentada no Martin-Gropius-Bau Berlin.