© João Pedro Gomes

SÉRGIO PELÁGIO – Histórias Magnéticas* / Não se deixem enganar! Um conto panfletário de 2019

LAGOS - Centro Cultural de Lagos / Qui 4 NOV 10h30
LOULÉ - Palácio Gama Lobo / Qui 11 NOV 10h30
FARO - Biblioteca Municipal António Ramos Rosa / Ter 16 NOV 10h00

História Concerto + Atelier / 90' / Crianças 6 - 10
Sessões para escolas
40% música / 30% história / 30% político

Não se deixem enganar! Um conto panfletário de 2019 (original de Sérgio Pelágio) é a mais recente História Magnética, estreada em 2020 no Teatro LU.CA.
Este novo conto-musicado fala-nos de uma criança que viveu a transição do fascismo para a democracia em Portugal e que por isso sabe que não há coisa pior do que viver sob um regime como o antigo. Essa criança tem hoje 53 anos e apercebe-se de que a história da sua família anti-fascista, parecida com tantas outras, não pode ser esquecida e deve ser contada aos seus filhos como um exemplo de coragem e crença inquestionável na Liberdade, valor primordial da vida mas eternamente ameaçado.
Uma homenagem à geração de pais e mães nascidos nos anos 30 do século XX que, sem procurarem um lugar na história, protagonismo político ou de qualquer outra espécie, nunca se resignaram, arriscaram a vida, passaram pela prisão, exilaram-se e foram perseguidos para que nós possamos viver hoje num país melhor.
Uma história sobre a importância da democracia e uma homenagem a todos os pais anónimos que lutaram para que hoje vivamos em liberdade. Mas sem nunca esquecermos que, hoje como ontem, é preciso estar atento às marés!


Composição, direcção e guitarra eléctrica: Sérgio Pelágio
Narração: Isabel Gaivão


* Histórias Magnéticas é um projecto do guitarrista e compositor Sérgio Pelágio dedicado à composição de bandas-sonoras para histórias infantis. Juntamente com Isabel Gaivão, interpretam ao vivo breves histórias acompanhadas por bandas-sonoras originais, recriando os ambientes dos textos de partida e construindo em tempo real, e em conjunto com as crianças do público, novos significados para as situações narradas.
Através da música, da sugestão e da imagem, as crianças são estimuladas a entrar no mundo das histórias contadas e das suas personagens, desdobrando criativamente as cenas que ouvem.
O resultado é uma história-contada-concerto para guitarra eléctrica e voz, seguida de uma oficina para as crianças participantes.

Desde 2009 o projecto tem vindo a reunir um conjunto de histórias-concerto a partir de contos de diversos autores portugueses e estrangeiros, com circulação intensa por bibliotecas, escolas e centros culturais, em Portugal e além fronteiras, de Cabo Verde a Macau


Sérgio Pelágio nasceu em Lisboa e iniciou os seus estudos musicais em guitarra clássica com 12 anos de idade. Mais tarde descobriu o Jazz e a música improvisada. Em 1992 criou o grupo Idefix e editou Idefix live (1992, Miso Records). Trabalhou como compositor para os coreógrafos Paulo Ribeiro, Paula Massano, João Galante, Teresa Prima, Vera Mantero, Francisco Camacho e Sílvia Real. Em 1998, fundou com Sílvia Real as Produções Real Pelágio, dupla responsável pela criação da trilogia Casio Tone, Subtone e Tritone.
Mantém uma colaboração de longa data com o contrabaixista Mário Franco.

Isabel Gaivão nasceu em Lisboa. Estudou teatro na Escola Superior de Teatro e Cinema em Lisboa e no Herbet Berghof Studio em Nova Iorque. Trabalhou em televisão e em teatro com diversos encenadores, destacando-se JER (ensemble Jer), Luís Castro (Karnart) e Alexandre Lyra Leite (Inestética).
Trabalha regularmente com crianças em workshops e aulas de expressão dramática. Participou em vários projectos destinados ao público infantil, tendo trabalhado nomeadamente com João Carneiro, Mário Trigo, Rui Pisco. Em 2009 iniciou a sua colaboração com Sérgio Pelágio no projecto Histórias Magnéticas.